A Didaquê: Um Tesouro Redescoberto da Igreja Primitiva

Introdução

A Didaquê, também conhecida como "Doutrina dos Doze Apóstolos", é um dos mais importantes documentos da Igreja primitiva. Descoberta em 1875 após séculos de esquecimento, esta obra oferece um olhar fascinante sobre a vida e os ensinamentos dos primeiros cristãos.


O que é a Didaquê?

A Didaquê é um manual de instrução para a vida cristã, escrito no final do século I ou início do século II d.C. O texto grego original foi encontrado em Istambul em 1875, acompanhado de fragmentos em outras línguas.


Conte√ļdo

A Didaquê aborda diversos temas relevantes para a fé cristã, como:

- O caminho da vida e o caminho da morte

- O batismo, a eucaristia e a oração

- A vida moral dos crist√£os

- A organização da Igreja

- O papel dos líderes na Igreja

- A import√Ęncia da perseveran√ßa na f√©


As tr√™s principais divis√Ķes:

I. Documento dos Dois Caminhos (Capítulos 1-6.2):

A Didaquê inicia com o "Documento dos Dois Caminhos," encontrado também na Epístola de Barnabé. Este documento independente destaca dois caminhos distintos: o de vida, seguido pelos que amam a Deus, praticam o bem e cumprem seus deveres cristãos, e o de morte, amaldiçoado, caracterizado por mentira, vícios, hipocrisia e avareza.


II. Instru√ß√Ķes Lit√ļrgicas e Batismo (Cap√≠tulos 6.3-10.7):

A segunda parte abrange instru√ß√Ķes lit√ļrgicas, com √™nfase no batismo. O cap√≠tulo 7 destaca a prefer√™ncia pela imers√£o em √°gua corrente, mas admite a possibilidade de derramar √°gua sobre a cabe√ßa em escassez, mencionando uma forma alternativa, uma raridade na √©poca.


III. Manual de Disciplina (Capítulos 11-15):

A terceira parte atua como um manual disciplinar. Os capítulos 11 a 13 abordam os falsos profetas, distinguindo-os pelos seus comportamentos. A Didaquê enfatiza que verdadeiros profetas merecem apoio, enquanto os falsos, que buscam ganho pessoal, são rotulados como "mercadores de Cristo". A comunidade é incentivada a sustentar os verdadeiros profetas.


Import√Ęncia

A Didaqu√™ √© um documento de grande import√Ęncia para a hist√≥ria da Igreja primitiva. Ela nos fornece informa√ß√Ķes valiosas sobre a organiza√ß√£o da Igreja, a liturgia, a teologia e a moral da √©poca.


O professor de teologia e escritor Justo L. Gonz√°les, destaca a import√Ęncia da Didaqu√™ para o pensamento crist√£o e para a hist√≥ria da lirtugia. Vejamos.


"HIST√ďRIA DO PENSAMENTO CRIST√ÉO"

Do ponto de vista da hist√≥ria do pensamento crist√£o, a Didaqu√™ √© importante, antes de mais nada, como uma express√£o do moralismo que muito cedo dominou algumas correntes teol√≥gicas. √Äs vezes, tal moralismo parece se tomar mero legalismo. Assim, por exemplo, a distin√ß√£o entre “hip√≥critas” e crist√£os est√° baseada principalmente em seus dias diferentes de jejum ou no fato de que os crist√£os repetem a ora√ß√£o do Senhor tr√™s vezes ao dia.


"HIST√ďRIA DA LITURGIA"

Por√©m a Didaqu√™ tamb√©m √© importante do ponto de vista da hist√≥ria da liturgia, pois ela inclui instru√ß√Ķes interessantes referentes ao batismo e √† eucaristia.


Com referência ao batismo, embora dê por certo que este rito deveria ser, via de regra, administrado por imersão, a Didaquê permite o batismo por derramamento. Como já foi dito, este é o mais antigo texto no qual essa forma de batismo é mencionada.

 

Conforme Didaquê a o batismo deve ser realizado por imersão em água viva (corrente), quando possível. Em caso de escassez de água, o batismo por aspersão é permitido, derramando água sobre a cabeça do batizando três vezes, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Este é o registro mais antigo da prática do batismo por aspersão.


Com referência a história da eucaristia, a Didaquê parece testemunhar de um tempo em que a ágape e a eucaristia não eram claramente diferenciadas. Além disso, a oração de ação de graças que aparece no capítulo 9 parece ter sido adaptada do ritual que os judeus seguiam na celebração do Kedosh, o que serve para mostrar em que medida a antiga celebração judaica serviu como fonte para a liturgia cristã.


Como uma fonte para a história da organização eclesiástica, a Didaquê revela um período de transição entre o sistema primitivo de autoridade carismática e a organização hierárquica que se desenvolveu lentamente den tro da igreja.


Na Didaquê, ainda são os profetas que gozam da mais elevada estima, mas o problema do reconhecimento da autenticidade dos dons carismáticos se tornou crítico, de forma que os bispos e diáconos aparecem ao lado dos profetas. Mais tarde, os profetas desaparecerão, e será a hierar quia que conduzirá a vida da igreja.

 

Data e autoria

 A data da composi√ß√£o da Didaqu√™ ainda √© objeto de debate entre os especialistas. Alguns acreditam que foi escrita antes da destrui√ß√£o de Jerusal√©m em 70 d.C., enquanto outros prop√Ķem datas posteriores. A autoria tamb√©m √© incerta, mas alguns estudiosos a atribuem a Barnab√© ou Clemente de Roma.


Descoberta e impacto

A Didaquê foi redescoberta em 1875 pelo teólogo grego Philotheos Bryennios. Desde então, o texto tem sido objeto de estudo por parte de numerosos especialistas, que reconhecem seu valor histórico e teológico. A Didaquê contribui para a compreensão do cristianismo primitivo e oferece insights sobre a vida e a fé dos primeiros cristãos.


Conclus√£o

A Didaqu√™ √© um tesouro redescoberto da Igreja primitiva. Este manual de instru√ß√£o oferece insights valiosos sobre a vida e os ensinamentos dos primeiros crist√£os, al√©m de fornecer informa√ß√Ķes importantes sobre a organiza√ß√£o da Igreja e a teologia da √©poca. A Didaqu√™ continua a ser um importante documento para o estudo do cristianismo primitivo e para a f√© crist√£ de hoje.

***

ūüĒć Dicas para Voc√™ ⤵

Li√ß√£o 13 A Cidade Celestial (2° Trimestre de 2024 CPAD)

Como a Bíblia Descreve a Aparência de Deus?

Li√ß√£o 3 Miss√Ķes Transculturais no Antigo Testamento

EBD - Li√ß√Ķes B√≠blicas Adultos 1° trimestre 2024

Lição 2 A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga

Lição 1 A Grande Comissão: Um Enfoque Etnocêntrico